A importância do compliance para a gestão empresarial

Obediência absoluta à CLT, adequação dos processos internos às normas técnicas recomendadas para certificação “ISO”, conformidade contábil segundo padrões internacionais e o cumprimento de obrigações fiscais, são apenas algumas das dezenas de imposições regulatórias com as quais o empreendedor pode se preocupar. E basta apenas uma pequena falha para que a empresa seja onerada com restrições legais, punições judiciais e multas.

Para equilibrar todas essas variáveis foi que surgiu o termo compliance que vem do verbo em inglês “to comply”, que significa “executar uma instrução interna, agir de acordo com uma regra, realizar o que lhe foi imposto”, ou seja, estar em compliance é estar em conformidade com as leis e regulamentos externos e internos, além de todas as políticas e diretrizes estabelecidas para o seu negócio.

A função do procedimento de compliance jurídico vai muito além de apenas apontar o problema, a adequada prática do método é importante aliada do empresário que deseja contar com instrumentos de prevenção de conflitos e demandas legais, faz parte do planejamento empresarial e pode contribuir decisivamente para a consolidação duradoura da empresa no mercado.

Para manter sua empresa em conformidade é preciso atender aos normativos dos órgãos reguladores dentro de todos os padrões exigidos de seu segmento. E isso vale para as esferas trabalhista, fiscal, contábil, financeira, ambiental, jurídica, ética, entre outras.

E por subestimar o compliance, por falhas de gestão, falta de controles internos e respeito às normas e regulamentações é que muitas empresas não chegam aos seus 10 anos de vida no Brasil. E para não tornar sua empresa parte dessas estatísticas, conte sempre com a experiência e eficiência do Grupo Orplan para a aplicação das normas de compliance ao seu negócio.